Enfim, as obras estão praticamente acabadas e você pode finalmente começar a decorar sua nova casa. Mas por onde começar? Pelo revestimento? De qual cômodo? Escolhem-se as cores primeiro? Quais as lojas mais indicadas? Com que antecedência compram-se os materiais? Qual a média de gastos? Como arranjar tempo para fazer tudo?

Se você se vê completamente perdido, não sabe a diferença entre pastilhas e porcelanatos, ou nunca viu uma paleta de cores, e não tem tempo nem disposição para aprender tudo isso, mas por outro lado está com muita ansiedade para ver o sonho da sua linda casa se realizar e não quer fazer feio, a melhor saída é contratar um profissional de decoração.

profissional-de-decoracao-1

Fonte: Leila Dionízios Arquitetura & Luminotécnica

Quebre o pré-conceito de que esse serviço é só para endinheirados. Um bom profissional de decoração saberá fazer um projeto que caiba no seu bolso. Aliás, a grande vantagem ao se contratar um especialista é que as chances de um investimento certeiro são maiores. Ele saberá a melhor forma de canalizar sua grana sem comprometer o orçamento final. Mesmo porque, uma das metas do decorador, ou designer de interiores, é não ultrapassar a verba combinada com o cliente. Como contam com uma rede de parceiros (marceneiros, pintores, fabricantes e revendedores, etc), são capazes de conseguir negociações mais vantajosas. Sem contar o estresse que seria ter que lidar com todo esse pessoal.

Como escolher o profissional de decoração?

profissional-de-decoracao-2

Fonte: Leila Dionízios Arquitetura & Luminotécnica

O caminho mais seguro é contar com referências de amigos e familiares que conhecem ou já trabalharam com um decorador profissional. Vale também pesquisar na internet e em associações ou entidades do setor. Escolha mais de um profissional e marque uma reunião com cada um. Nessa ocasião é importante medir a empatia entre os dois lados. Outro ponto fundamental é aproveitar para conhecer o portfólio de cada especialista, ver o quão criativos são, e se você se identifica com os projetos e estilos adotados. É nesse momento também que você tira todas as suas dúvidas, esclarece o que fará ou não parte do orçamento – por exemplo, a contratação de terceiros caberá a quem? –, quais os honorários, formas de pagamento, prazo de entrega previsto. Tendo todas essas informações nas mãos você fará uma escolha mais assertiva.

profissional-de-decoracao-3

Fonte: Leila Dionízios Arquitetura & Luminotécnica

O passo seguinte, depois de definido o profissional, é expor o que você imagina para o espaço a ser trabalhado – selecione algumas imagens de referência para mostrar – e falar das suas necessidades. Não esqueça de falar também sobre o que não gosta, pergunte sobre tendências, diga se tem algum móvel de família que gostaria de aproveitar e, claro, conversem sobre o orçamento. Seja o mais preciso possível para que no final você tenha um espaço não só bonito, como também funcional. Um boa linha de comunicação faz parte do sucesso do resultado final – mal entendidos ou falhas de comunicação podem acarretar em atraso na entrega ou em um resultado diferente do esperado. Acompanhe tudo de perto mas não esqueça de deixar o profissional trabalhar, ouça as ideias que ele propuser e confie no seu know-how.

profissional-de-decoracao-4

Fonte: Leila Dionízios Arquitetura & Luminotécnica

Por fim, se seu projeto for assinado por um profissional de renome, seu imóvel ficará mais valorizado. Entretanto, se você entende do assunto, é conhecido pelo bom gosto e dispõe de tempo, arrisque-se começando por um cômodo e veja como se sairá!

Curtiu? Então faça seu comentário sobre este artigo: